quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Câmara de Vera Cruz cria CPI e prefeita tucana corre risco de cassação

A Câmara de Vera Cruz aprovou na noite desta terça-feira, 01 de outubro, por cinco votos a três a criação de uma Comissão Processante responsável por apurar uma denúncia de infração administrativa da prefeita Renata Zompero Dias Devito (PSDB), que pode ser cassada.
A denúncia, apresentada pelo morador Marcos Garcia, acusa a prefeita de desperdiçar dinheiro público em contratação de seguro de veículos para sucatas e carros da frota já abandonados e desmontados.
A Câmara já havia aprovado um requerimento do vereador Ari Bernardo (PSDB) com pedidos de informações sobre a sucata e seguros. A denúncia apresentou fotos dos veículos com cartões de seguro que confirmam a contratação.
Votaram a favor da comissão os vereadores Ari Bernardo, Cristiane Tinetti (Republicanos), José Carlos Doti (MDB), Lorival Ailton dos Santos (PCdoB) e Renato Domingues de Moraes (Republicanos).
Votaram contra a investigação os vereadores governistas Cesar Alessandre Iatecola (PSDB), Júlio César da Silva (PSL) e Gisele Pelozo (Pros). O presidente da Casa, Haroldo Bernardes de Mayo (PCdoB), só votaria em caso de empate, o que não foi necessário.
Após a aprovação a Câmara formou a comissão com Renato Moraes como presidente, José Carlos Dotti como relator e César Iatecola como integrante.
A Comissão terá poderes para convocar testemunhas, solicitar documentos e eventuais perícias contábeis e legais. A prefeita deve ter total direito à defesa com indicação de testemunhas e provas.
O regulamento do processo segue legislação federal, que estabelece prazo de apuração, que pode ser prorrogado por uma vez. O relatório final, com parecer pela cassação ou arquivamento, precisa ser votado pelo plenário.
Renata Zompero Dias Devito é filha de uma família tradicional da cidade e de forte atuação política. O pai, Eduardo Dias, foi dono de farmácia e vereador por diversos mandatos na cidade, presidente da Câmara e vice-prefeito. É casada com o ex-prefeito de Vera Cruz, Antonio Rodolfo Devito (PSDB). Ela também já ocupou a prefeitura entre 2009 e 2012.
Derrotada na campanha à reeleição, foi nomeada secretária municipal do Trabalho e Desenvolvimento em Marília na gestão do ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB). Deixou o cargo em 2015, disputou a prefeitura e venceu.
Seu irmão, Eduardo Zompero Dias (PSDB), foi eleito vereador na mesma cmapanha para cumprir seu tervceiro mandato, mas acabou cassado acusado de agredir um servidor municipal.

Fonte: Giro Marília


Nenhum comentário:

Postar um comentário