quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Varejo da região de Marília abre oito postos de trabalho formal em maio

Depois do comércio varejista do município de Marília criar 57 postos de trabalho formal em abril, um novo avanço foi registrado. Foram oito vagas abertas em maio, resultado de 582 admissões e 574 desligamentos. Tal resultado contrapôs o saldo positivo aferido no mesmo mês do ano passado, quando houve perda de 110 postos de trabalho com carteira assinada na cidade.
As informações são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP Varejo), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), elaborada com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, obtido com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Os dados mais contrastantes em maio correram no varejo de autopeças (+17 vagas) e nas lojas de vestuário, tecido e calçados (-13 vagas). No ano, de janeiro a maio, há uma perda de 290 vagas, com destaques também para as lojas de vestuário, tecido e calçados (-169 vagas) e pelos supermercados (-105 vagas).
Já em 12 meses os supermercados lideram os dados positivos gerais, com +439 vagas. Observa-se que de junho de 2018 a maio de 2019, quando se incluem todas as sazonalidades do setor, o varejo local criou um total de 419 empregos formais.
Região de Marília - Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Arco-Íris, Assis, Bastos, Bernardino de Campos, Borá, Campos Novos Paulista, Cândido Mota, Canitar, Chavantes, Cruzália, Echaporã, Espírito Santo do Turvo, Fartura, Fernão, Florínea, Gália, Garça, Herculândia, Iacri, Ibirarema, Ipaussu, Júlio Mesquita, Lupércio, Lutécia, Manduri, Maracaí, Marília, Ocauçu, Óleo, Oriente, Oscar Bressane, Ourinhos, Palmital, Paraguaçu Paulista, Pedrinhas Paulista, Piraju, Platina, Pompeia, Quatá, Queiroz, Quintana, Ribeirão do Sul, Salto Grande, Santa Cruz do Rio Pardo, São Pedro do Turvo, Sarutaiá, Taguaí, Tarumã, Tejupa, Timburi, Tupã, Vera Cruz.
A Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP- Varejo) analisa o nível de emprego do comércio varejista. O campo de atuação está estratificado em 16 regiões do Estado de São Paulo e nove atividades do varejo: autopeças e acessórios; concessionárias de veículos; farmácias e perfumarias; lojas de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos; materiais de construção; lojas de móveis e decoração; lojas de vestuário, tecidos e calçados; supermercados; e outras atividades. As informações são extraídas dos registros do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Redação do Garca.Jor


Nenhum comentário:

Postar um comentário