terça-feira, 27 de agosto de 2019

Municipalização de escola em Padre Nóbrega gera protestos

Familiares de alunos fizeram um protesto na manhã desta terça-feira, 27 de agosto, em frente da escola estadual Maria Izabel Sampaio Vidal, localizado no distrito de Padre Nóbrega, zona Norte de Marília. Os manifestantes são contra a municipalização da unidade de ensino.
“Queremos uma audiência pública. Temos o direito de ser ouvidos”, diz uma das faixas. Muitos estudantes também participaram do ato, que contou com apitos e palavras de ordem.
A dona de casa Claudia Cristina de Oliveira disse ao Marília Notícia que com a mudança não haverá mais espaço para alunos entre o sexto e o nono ano, ou seja, matriculados no segundo ciclo do ensino fundamental e no ensino médio.
“Eu moro na zona rural, todos os meus filhos estudaram aqui. O que tem 30 anos estudou aqui e o que tem 13 anos estuda aqui agora, no oitavo ano. Ele já tem que acordar 5h da manhã para chegar na escola, imagina se tiver que ir para Marília?”, questionou a mulher.
Mais de 300 crianças e adolescentes seriam prejudicados com a mudança. O município só oferece aulas até o quinto ano do ensino fundamental. Na rede pública, a partir daí é o Estado que assume e aquela é a única escola estadual no distrito.
As mães reforçam que não são contra a municipalização em si, mas contra a transferência dos alunos dos últimos anos do ensino fundamental e do médio.
A informação sobre a mudança vinha circulando desde o começo do ano e um abaixo-assinado contrário à ideia chegou a ser elaborado.
A região tem crescido rapidamente nos últimos anos com a inauguração de conjuntos residenciais, como Maracá e Montana.
No começo do mês passado foram publicados no Diário Oficial do município a lei e o decreto que autorizam o poder executivo a abrir um crédito adicional especial no orçamento vigente, no valor de R$ 1,5 milhão, para a construção de Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) no Maracá e Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) no Montana.
A reportagem procurou as assessorias de imprensa da Prefeitura e da Secretaria de Educação do Estado para comentarem sobre a demanda dos moradores de Padre Nóbrega. Também foram solicitados mais detalhes sobre a municipalização, quando ela deve ser concluída e qual será o destino dos alunos que não serão mais atendidos.
“As secretarias Estadual e Municipal estão fazendo todos os estudos de demandas para que aconteça o processo de municipalização visando o melhor atendimento para as crianças. Vale destacar que todos os alunos serão devidamente atendidos”, disse nota enviada pelo município.
Por telefone a assessoria de imprensa do Estado disse ao site que ainda não está confirmada a municipalização. O que existem, no momento, seriam apenas planos e estudos. “Não quer dizer que haverá a mudança”, informaram servidores da pasta.
Por e-mail foi enviada uma nota oficial da pasta. “A Diretoria Regional de Ensino de Marília informa que continua à disposição dos pais e responsáveis pelos alunos da unidade esclarecendo as dúvidas e reiterando também que qualquer proposta, antes de aplicada, será apresentada para a comunidade escolar”.

Fonte: Marília Notícia


Nenhum comentário:

Postar um comentário