quinta-feira, 4 de julho de 2019

Planejamento estratégico e gestão financeira são essenciais à sobrevivência do negócio

O alto número de brasileiros iniciando um negócio já é uma realidade em diversos setores do mundo do trabalho. Em junho, a Prefeitura de Marília divulgou uma pesquisa que revela que, de janeiro a maio de 2019, foram abertas 1.670 empresas. Desse total, 1.346 são Microempreendedores Individuais (MEIs), o que representa um percentual de 81%.
Para Eliana Santana de Jesus, docente da área de gestão e negócios do Senac Marília, a necessidade de empreender é cada vez mais forte e o atual cenário exige do empreendedor uma liderança estratégica para se manter no mercado e driblar a concorrência.
De acordo com Eliana, uma atitude que precisa ser seguida à risca pelo empresário é a busca por conhecimento e aprimoramento constante. “Além de contribuir para que o empreendedor seja capaz de realizar planejamentos prévios, como a gestão eficiente dos recursos, a reflexão das ações colabora para identificar oportunidades de negócios, e de propor, planejar e colocar em prática soluções inovadoras”.
A pesquisa revela ainda que foram abertas, somente em maio, 307 novas empresas, sendo 237 MEIs e 70 empresas, com capital total de R$ 4 milhões. “Os números reforçam que estamos em um país que empreende muito. No entanto, muitos negócios fecham antes de completar um ano. O percentual de mortalidade chega a 27% nesse intervalo e alcança mais de 50%, após cinco anos”, alerta Eliana.
Um estudo realizado em 2016 pelo Sebrae aponta um cenário mais promissor. Entre 2010 e 2014, o número de empresas com até dois anos de existência saltou de 54% para 77%. A melhora se deve, em boa parte, à ampliação do número de MEI. Já quando os MEIs são excluídos da análise, o índice cresce quatro pontos percentuais, passando de 54% para 58%.
“O que nos mantém animados é o fato de que o comportamento empreendedor é perfeitamente possível de ser desenvolvido. Quando o futuro empresário recorre aos estudos e mantém atualizado seu conhecimento sobre a área em que atua, a chance do negócio não dar certo é muito pequena”, reforça a especialista do Senac Marília.
Além da busca por informação, ela destaca que o empresário também deve se preocupar com um bom planejamento de gestão e vendas para estabelecer estratégias de prospecção mais eficientes do público-alvo, além de implantar ações eficazes de combate à inadimplência, que pode se tornar a grande vilã da saúde financeira do empreendimento.
Para auxiliar os empresários em todas essas frentes, a docente do Senac Marília elegeu quatro medidas que podem ser implantadas no negócio:
1 - Carteira de clientes
Conhecer muito bem o público-alvo do negócio é primordial para estabelecer estratégias de prospecção mais eficientes. Saber quem é esta “persona”, o que ela vê, sente, pensa e onde está, são perguntas a se fazer. Depois de ter essas informações em mãos, é importante estar presente nas mídias sociais em que o público-alvo está conectado e buscar parcerias com outros empreendedores e negócios complementares.
2 - Eliminar a inadimplência
Ter clientes que não cumprem com suas obrigações e pagamentos é um risco inerente ao negócio. Para combater a inadimplência, o empreendedor deve estabelecer formas de pagamentos que não propiciem o atraso; informar de forma clara os clientes sobre as formas de pagamento; e valorizar os bons pagadores, concedendo descontos de pontualidade ou possíveis créditos mediante uma análise prévia e criteriosa.
Criar uma régua de cobrança e trabalhar preventivamente com os clientes as datas de vencimento, além de tomar providências desde o primeiro dia de atraso em relação aos títulos vencidos, também são medidas que podem facilitar o pagamento da dívida pelo cliente.
3 - Presença digital
É extremamente importante que a empresa esteja presente digitalmente na vida das pessoas, por meio das redes sociais, blogs, canais de vídeos e streaming, e-commerce e anúncios nas mídias de divulgação, além de garantir acessibilidade móvel para os smartphones e investir em um trabalho de SEO (Search Engine Optimization), ferramenta que permite que as organizações apareçam nos resultados de busca do Google.
4 - Organização da gestão e vendas
A organização da gestão é a base para estabelecer indicadores de resultados reais e estratégias de crescimento. Neste caso, a orientação é alinhar as ações e monitorar constantemente margem de lucro, demonstrativo de resultados, balanço patrimonial, taxa de inadimplência e venda total, além dos indicadores de desempenho, como carteira de clientes, mix de produtos, ticket médio, canais de vendas entre outros.
Para os interessados em se especializar na área de gestão e negócios e que buscam uma capacitação de curta duração, o Senac Marília está com inscrições abertas para três cursos: Gestão de Custos e Formação de Preço, com aulas a partir de 3 de julho. Loja Virtual para Pequenos Negócios, com início em 25 de julho, WordPress - gerenciamento de sites, com início em 22 de agosto. Para mais informações e inscrições, basta acessar o Portal Senac: www.sp.senac.br/marilia.

Serviço:
Gestão de Custos e Formação de Preço 
Data: 03 a 29 de julho de 2019
Horário: segunda, quarta e quinta-feira, das 19h30 às 22h30

Loja Virtual para Pequenos Negócios
Data: 25 de julho a 20 de agosto de 2019
Horário: terça e quinta-feira, das 18h40 às 22h45

WordPress - gerenciamento de sites 
Data: 22 de agosto a 19 de setembro de 2019
Horário: terça e quinta-feira, das 19h10 às 22h40

Redação do Garca.Jor


Nenhum comentário:

Postar um comentário