quarta-feira, 17 de julho de 2019

Duartina: comerciante é detido após condenação por pedofilia

A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão, ontem, em Duartina contra um comerciante de 59 anos que foi condenado em segunda instância por pedofilia. O crime ocorreu em 2012, mas L.C.S. recebeu o direito de recorrer em liberdade. A sentença publicada em 9 de julho deste ano condenou o réu a cumprir oito anos de prisão em regime semiaberto.
O delegado Paulo Calil explicou que o inquérito sobre o caso foi instaurado e encerrado ainda em 2012, quando L. foi acusado de praticar sexo oral em um garoto, na época com 11 anos, em Duartina.
A criança era convidada a assistir filmes na casa do réu. Os abusos aconteciam durante as sessões, mas só cerca de um mês depois é que o garoto teria conseguido relatar a violência para sua mãe, que denunciou o caso à polícia da cidade.
O endereço em que o mandado foi cumprido ontem assim como mais detalhes sobre o caso não foram informados pela polícia por questões de segurança e em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
O réu foi encaminhado para a Penitenciária de Iaras.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru


Nenhum comentário:

Postar um comentário