sexta-feira, 14 de junho de 2019

Instalação absurda faz com que diretor do DER Bauru seja exonerado

Depois da inacreditável instalação de defensas metálicas que impediram o deslocamento de moradores da região do Parque Val de Palmas, o diretor regional Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de Bauru, Aldevar Carlos Andrioli, foi afastado do cargo. A pedido da Secretaria Estadual de Logística e Transportes, a decisão foi tomada pela Superintendência do DER, que instaurou um processo administrativo interno para apurar o caso.
Com o objetivo de discutir soluções para melhorar a segurança de tráfego na região, o superintendente do DER, Paulo Cesar Tagliavini, deverá vir a Bauru na próxima semana, quando se reunirá com técnicos da Secretaria Municipal de Obras.
Conforme o JC divulgou, pelo menos quatro vias de acesso à região do Parque Val de Palmas, que inclui bairros como o Santa Cândida e Leão 13, foram bloqueadas na última quarta-feira (12) por defensas metálicas instaladas por determinação do DER na avenida Elias Miguel Maluf. Em meio à medida absurda, os dispositivos também foram dispostos a centímetros de distância dos portões de três residências que margeiam a pista.
Em entrevista ao JC, nessa quinta-feira (13), o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, classificou a intervenção como "absolutamente esdrúxula". "Ainda que tivesse uma determinação anterior para que fosse feita qualquer restrição de circulação na avenida, isso deveria ter sido previamente comunicado às instâncias superiores do DER, o que não aconteceu, e ter sido objeto de discussão com o prefeito de Bauru para alcançarmos a melhor solução possível", pondera.
Em razão do ocorrido, foi instaurado um processo administrativo interno para apurar as responsabilidades civis e criminais dos profissionais envolvidas na intervenção realizada na avenida Elias Miguel Maluf, incluindo o agora ex-diretor, eventuais servidores que autorizaram o trabalho e a empresa terceirizada que elaborou e executou o projeto de instalação das defensas.
"Notifiquei também a Corregedoria Geral da Administração, para que ela acompanhe estas apurações. Agora, quero ir ao limite do que aconteceu, inclusive com a imposição de sanções pecuniárias aos responsáveis, para ressarcimento aos cofres públicos, se for o caso", detalha Machado Neto.
O secretário reforçou, ainda, que a intervenção foi uma decisão "isolada do DER local", que não atende ao "padrão de ação do governo do Estado". "Para os órgãos da administração estadual, o padrão de relação é de diálogo e fortalecimento dos municípios", aponta.
A previsão é de que um representante da Superintendência do DER venha a Bauru entre segunda e terça-feira da próxima semana. Como o titular está em tratamento de saúde, sua presença ainda não foi confirmada.
Nesta reunião, a expectativa é elaborar um plano de ação, em conjunto com a prefeitura e técnicos do DER de Bauru, que traga uma solução definitiva para o trânsito de veículos e pedestres no trecho que passa pela região do Parque Val de Palmas e dá acesso à rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), a Bauru-Marília.
A reportagem não conseguiu contato com Aldevar Carlos Andrioli, que permanecerá afastado de suas funções até o término das apurações internas. O nome do novo diretor regional, profissional de carreira do DER de Bauru, deverá ser publicado hoje no Diário Oficial do Estado.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru


Nenhum comentário:

Postar um comentário