terça-feira, 28 de junho de 2022

Campanha 'Cidade Limpa" é finalizada com coleta de 98 toneladas de materiais

O "Cidade Limpa" é um projeto de parceria entre a Prefeitura de Garça e a TV Tem. Enquanto a emissora trabalhava com a divulgação dos pontos, a Prefeitura foi a responsável pela coleta em si, disponibilizando os caminhões e os trabalhadores que estariam recolhendo os materiais.
O projeto foi desenvolvido na cidade entre os dias 20 e 24 de junho e passou por todos os bairros da cidade recolhendo material inservível seguindo um cronograma.
Ao todo, foram recolhidos 98 toneladas quilos de material inservível durante a semana e esse material será encaminhado para o descarte correto desse material.
 Porém, de Garça realizou durante os meses de março e abril um “arrastão” por todos os bairros e zona rural da cidade, em um momento no qual os casos de dengue estavam em crescimento e várias ações foram tomadas para reduzir a proliferação do mosquito.
Durante esse "arrastão" foram recolhidos 106 toneladas de material inservível e muitos bairros foram visitados por mais de uma vez.
Além disso, as borracharias são visitadas constantemente para que seja recolhido os pneus que precisam ter uma destinação correta para evitar o descarte danoso ao meio ambiente e que possa servir de abrigo para novos mosquitos.
Se você ainda possui materiais que precisam ser descartados, deve entrar em contato com a Secretaria de Administração dos Serviços Públicos, de segunda a sexta-feira, das 08 às 11 e das 13 às 16 horas, pelos fones 3471 0044 ou 3471 5220.

Redação do Garca.Jor



Comércio de Garça não vai abrir as portas nesta quarta-feira

Amanhã, 29, feriado municipal em Garça, o comércio local ficará de portas fechadas. De acordo com o superintendente da Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça), Fábio Dias, o fechamento nesta quarta-feira foi decidido em comum acordo entre representantes das categorias, ainda no final de 2021.
"A administração municipal também decretou feriado no município. Tivemos alguns rumores de uma possível abertura, mas depois de um consenso ficaremos mesmo de portas fechadas. É um feriado municipal", disse.
Segundo Dias, o feriado municipal sempre é respeitado e no próximo dia 9 de julho, que seria o próximo feriado, cai no segundo sábado do mês e o comércio garcense ficará de portas abertas das 8 às 16 horas.
"Tudo isso já foi amplamente discutido. É lógico que no curso dos dias algumas decisões são reavaliadas, repensadas, mas via de regra, sempre mantemos as decisões. Todas as mudanças atendem solicitações dos próprios comerciantes", observou.
De acordo com o superintendente, os dois primeiros sábados do mês o funcionamento das lojas é até às 16 hora, sendo dois momentos muito importantes para os comerciantes. Por isso, a decisão de que não haveria mudança no funcionamento do dia 09 de julho.
Dias salientou ainda que, por ser feriado municipal, as instituições bancárias e os serviços públicos também não funcionarão.

Redação do Garca.Jor



Casal e criança ficam gravemente feridos após colisão entre veículos em Pompeia

Três pessoas ficaram presas às ferragens e foram socorridas com ferimentos graves após um acidente envolvendo um carro e uma caminhonete na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294), em Pompeia, no final da tarde de segunda-feira, 27.
As três pessoas com ferimentos estavam no carro e são o motorista e dois passageiros, uma mulher e uma criança. O Corpo de Bombeiros foi acionada para retirar as vítimas das ferragens.
O homem foi levado para o Hospital das Clínicas de Marília e o outros dois receberam atendimento médico em Pompeia.
O condutor da caminhonete trafegava no sentido de Pompeia a Paulópolis quando o carro atravessou a pista, segundo a Polícia Rodoviária. Ele sofreu ferimentos leves.

Fonte: g1



segunda-feira, 27 de junho de 2022

Incêndio no Jardim São Lucas acaba com uma pessoa morta

Um homem morreu carbonizado depois de salvar o irmão, que tem mobilidade reduzida, do incêndio em uma casa de madeira localizada no bairro São Lucas, em Garça, na noite do último sábado, 25.
Conforme apurado pela reportagem, a vítima retirou o irmão que usa muletas de dentro do imóvel, mas voltou para a casa e não conseguiu sair. Não há informações sobre o motivo de ele ter retornado para a residência em chamas.
O Corpo de Bombeiros foi acionado e encontrou a vítima carbonizada. A identidade não foi divulgada.
A causa do incêndio será apuradas em investigação sob responsabilidade da Polícia Civil.

Fonte: g1



Ladrão recém-saído do CDP de Álvaro é novamente preso no Cavalcante

No último sábado, 25, a polícia prendeu um indivíduo suspeito da prática de roubo. O fato ocorreu na rua Maria Izabel, durante patrulhamento em busca do autor de um roubo ocorrido na rua Francisco da Silva Braga. Um indivíduo foi abordado com as características do autor do crime, que trajava uma bermuda na cor preta com listras brancas nas laterais e chinelo na cor preta. 
Durante a revista pessoal, foram localizados R$ 100 e  5 dólares em seu bolso. Já na cintura, em uma carteira, foram localizados cartões da vítima, CPF e senhas bancárias. Em princípio o indiciado negou a autoria do roubo, porém, por meio de imagens do local do roubo, foi constatado, sem dúvidas, o indivíduo como sendo o autor. 
No local da abordagem, ele informou aos policiais que havia saído no dia 24 do Centro de Detenção Provisória de Álvaro de Carvalho e que teria pernoitado em uma casa desocupada no bairro Cavalcante. Nesse local foram localizados, dentro da mochila que o autor utilizou para a prática do roubo, os demais pertences da vítima e a camiseta utilizada no crime. 
A ocorrência foi apresentada na CPJ (Central de Polícia Judiciária), onde a vítima compareceu e reconheceu todos os objetos e valores localizados como sendo de sua propriedade. O ladrão foi encaminhado à Justiça e passará por audiência de custódia.

Redação do Garca.Jor



Prefeitura de Queiroz passa a contar com portal de entrada

A Prefeitura de Queiroz instalou um monumento no portal que liga Queiroz a Pompéia.
A construção do portal foi um projeto do segundo mandato do prefeito Walter Rodrigo da Silva (PSD), entre os anos de 2013 e 2016. "Isso vem complementar uma obra de arte que valoriza a entrada da nossa cidade e que foi realizada com os recursos destinados pelo deputado Arlindo Chinaglia (PT)", disse o prefeito Rodrigo.
A deusa Vênus é a deusa do amor e da beleza na mitologia romana. Para os romanos, ela representou o ideal de beleza feminina. Foi uma das figuras mais veneradas na antiguidade e na mitologia grega, corresponde à deusa Afrodite.

Fonte: TupãCity




Garcenses vão realizar missão empresarial na Fipan em julho

A Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça) definiu o destino de sua próxima missão empresarial. No próximo dia 21 de julho, os empresários locais estarão na Fipan, maior feira de panificação e confeitaria da América Latina e uma das principais destinada a operadores do food service.
O superintendente da Acig, Fábio Dias, indicou que os interessados em participar dessa atividade já podem deixar seus nomes na Associação, evitando contratempos de última hora. 
"Nós já estamos realizando as inscrições. Para os associados, a missão terá custo de 80 reais e para aqueles que ainda não se associaram o valor é de 140 reais. Não temos como levar todos sem custo algum. Mas temos de pensar no investimento e aí o valor se perde, diante do que é o conhecimento e a possibilidade de se inteirar com o que há de novidade no mercado", disse. 
Promovendo negócios para quem opera o food service, a Fipan é realizada pelo sindicato das entidades de panificação e confeitaria de São Paulo. Realizada no Expo Center Norte, em São Paulo, de 19 a 21 de julho, a feira contará com palestrantes de renome que apresentarão abordagens diferenciadas sobre os impactos de transformações tecnológicas — resultado da pandemia —, o cenário global das tecnologias e como se preparar para os novos modelos de negócios, bem como os inúmeros desafios para o segmento
"É sempre positivo participar desses eventos que concentram o que há de novidade, de lançamento. É a oportunidade de, além de conhecer o que há de moderno no mercado, de fazer contatos, que são fundamentais nos negócios cotidianos", sustentou Dias.
Com foco na panificação, confeitaria e demais estabelecimentos que atuam no food service, a Fipan tem como característica marcante a efetivação de negócios durante a sua realização, sendo líder em visitação de proprietários, diretores e gerentes.
"A Feira é a principal de negócios da indústria de panificação, confeitaria e de estabelecimentos que atuam no food service de um modo geral, tais como restaurantes, pizzarias, lanchonetes, buffets, entre outros. É muito importante a participação para, mais uma vez, se inteirar sobre as novidades do setor", disse o superintendente.
Outras informações sobre a participação na missão que irá até à Fipan podem ser obtidas pelos fones 3471 0480 e 99179 2196.

Fonte: Jornal Debate



A guerra é de Putin ou da Otan?

Tibor Rabóczkay

É surpreendente e perigosa a falta de estadistas nas “democracias” ocidentais, com a exceção de Orbán talvez, capazes de compreender os fatores que conduziram ao conflito entre ucranianos e russos e as possíveis consequências. Comentaristas políticos da mídia europeia e norte-americana – e, por tabela, da brasileira – em suas análises já derrotaram os russos algumas dezenas de vezes. Não passa, porém, de wishful thinking, uma confusão entre anseios, pretensões e a realidade. Nesse mundo ilusório vivem as autoridades e políticos que inventam sanções contra a Rússia e contribuem para o prolongamento do conflito enviando armas para a Ucrânia, com a disfarçada participação da Otan.
Caberá aos historiadores esclarecer a sequência dos acontecimentos, conspirações, que concorreram para a deterioração da relação entre duas nações de tantos elos históricos.
A confrontação não se iniciou com o ataque russo. O começo foi a expansão da Otan além do conveniente. Conveniente, enquanto segure os pequenos países da Europa Central e dos Bálcãs de aventuras guerreiras entre eles mesmos, como ocorreu por ocasião do colapso iugoslavo. A partir daí, desnecessária ameaça à Rússia.
A Rússia, pela extensão de seu território, é um país invencível numa guerra convencional, como os franceses de Napoleão e os alemães de Hitler, tardiamente, acabaram aprendendo. Seu ponto fraco, a falta de portos de água quente, tornou-lhe vital o bom relacionamento com a Ucrânia. Era evidente que os russos iriam reagir drasticamente a qualquer risco a sua navegação no Mar Negro e à saída para o Mediterrâneo. Esse risco ressurgiu no horizonte com as alterações do quadro político ucraniano, culminando na chegada de Zelinskii – a ver se protagonista ou fantoche – à presidência e a imediata deterioração do tratamento dado aos 30% da população minoritária étnica, da qual mais de dez milhões são russos.
As loquazes figuras das “democracias” deveriam ter estudado história e geografia, conhecimentos que lhes possibilitariam o entendimento dos fatores motivadores da guerra e a, consequente, tomada de atitudes mais sensatas, apaziguadoras.
Além de imbatível numa guerra convencional e capaz de séria retaliação num conflito nuclear, a Rússia tem experiência em sobreviver em situações de longo bloqueio, desde a época da revolução socialista. As sanções que afetam o comércio com a Rússia também afetam as populações das “democracias”, são tiro pela culatra. Assim, o petróleo que hoje não é vendido em virtude do bloqueio, amanhã valerá mais, pois, apesar da substituição de sua queima por outras fontes de energia, representa matéria-prima valiosa para a indústria química. Não se pode esquecer que matéria-prima e fontes de energia alternativas também são limitadas. Onde se instalam células fotovoltaicas, por exemplo, não haverá energia solar para plantação e a produção de etanol – ou de lítio para baterias – tem alto custo ambiental.
Outro ponto a considerar é que dificilmente a China deixará de colaborar com a Rússia, pois um mundo tripolar oferece mais espaço para manobras políticas e econômicas do que a bipolarização.
Falemos, porém, dos cenários mais otimistas para as “democracias”: a Ucrânia consegue retomar os territórios invadidos. A Rússia, humilhada, praticamente perde seu prestígio e status de grande potência. Sua opção será recorrer a armas nucleares para evitar a perda desse status ou iniciar um amargo trabalho de reconstrução e preparação para nova guerra dentro de alguns anos. O alto custo do conflito para a Rússia elevará o preço da paz e é previsível que não haverá devolução territorial integral à Ucrânia.
A carência de estadistas – no comando da União Europeia e aliados -, em cujo lugar estão pessoas medianas, deleitadas com a momentânea notoriedade, mas incapazes de entender situações complexas, está nos conduzindo às trevas de uma paz armada, por natureza instável e, consequentemente, perigosa.
A toda essa irracionalidade se junta a ânsia dos governantes da Suécia e da Finlândia de se juntarem à Otan, mudando de uma confortável paz a um estado de permanente alerta e elevados gastos. Nada indica qualquer ameaça russa a esses países. As considerações militares, que preocupavam os soviéticos com a proximidade das fronteiras à cidade de Leningrado – a tiro de canhão – e levaram à guerra com os finlandeses, hoje, na época dos mísseis, estão superadas.
Nesse cenário, poderíamos até encarar com bom humor as lamúrias dos “democratas” em face das represálias russas ao boicote, não fosse a generosa oferta de vidas ucranianas cometida pelo comediante-presidente em prol dos interesses “democráticos” da Otan, União Europeia e países de além-mar, inútil e obsceno massacre cujos efeitos durarão décadas.

Tibor Rabóczkay é professor aposentado do Instituto de Química da USP (Universidade de São Paulo).

Fonte: Jornal da USP



Mega-Sena: aposta de Diadema fatura mais de R$ 78 milhões

O grande prêmio da Mega-Sena 2494 do último sábado, 25, — que sorteou os números 01-04-10-22-53-54 — saiu para uma aposta simples registrada na cidade de Diadema, região metropolitana da capital paulista, em São Paulo. O bilhete levou exatos R$ 78.763.087,85.
As apostas dos jogos da Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: Rádio Missão AM